Logo Capoeira Palmares de Paris www.capoeira-palmares.fr

Association de capoeira PALMARES de Paris.

Dúvidas sobre a história da capoeira

foto
por Pol Briand.
symbole courrier
contact

REVISADO 18 NOV 2004

1. Ambiguidade do termo capoeira

E' uma dificuldade bem conhecida: a palavra capoeira tem vários significados.
Ao procurar o termo em textos antigos, encontramos notícias de jornal, etc, e a primeira vista achamos uma pega.
Mas às vezes, é como se, ao procur a origem do brinquedo infantil "pega ladrão", ficassemos contentes com cada aparição do termo "ladrão".

No Rio, no século 19, o termo capoeira foi aplicado a um tipo de desordeiro de que os motivos não eram o roubo, a vingança, ou outros registrados nas leis.

Machado de Assis escreve em 14 de março de 1885:
estou em desacordo com todos os meus contemporâneos, relativo ao motivo que leva o capoeira a plantar facadas nas nossas barrigas. Diz-se que é o gosto de fazer mal, de mostrar agilidade e valor, opinião unânime e respeitada como dogma. Ninguém vê que é simplesmente absurda. [1]

Pode ser que os tais turbulentos jogavam capoeira, mas as notícias não trazem-nos informação alguma sobre o jogo. Os redatores interessavam-se às perturbações da ordem pública, alarmavam-se do perigo, indignavam-se da ousadia dos atrevidos capoeiras, e bem pouco cuidavam do ponto de vista e modo de fazer deles, e muito menos aos seus treinos e brinquedos. Podemos aceitar que o jogo de então incluia armas e perigo de morte; era uma cultura em que a perspetiva de ficar velho era nada feliz, sendo que não tinha aposentadoria nem, em muitos casos (particularmente no dos escravos), famílias que pudessem e queressem sustentar um idoso. O preto velho era uma raridade: a esperança de vida do escravo era breve. Mas são suposições: raros os documentos que informam sobre a prática concreta dos capoeiras.

2. Dificuldades da pesquisa de cultura popular

Não é só no Brasil que a pesquisa sobre um fato da vida popular (ainda mais se trata de um jogo mal considerado ou mesmo clandestino) é difícil.

Encontramos a mesma falta de documentos e as mesmas falhas de método em outros paises. O que encontramos ao redor da savate na França por exemplo, tem os mesmos carácteres de condenação do que lemos da capoeira: é violenta, perturba a natural dominação dos fortes por meios desleais. As descrições geralmente superficiais deixam a impressão que todas as lutas são iguais; Encontramos (com expressão de desprezo) rasteiras e cabeçadas, punhais e navalhas. Se ficassemos num campo só, poderiamos tomar por caraterísticos traços ou técnicas que aparecem descritos na literatura só porque chocaram os preconceitos do escritor. Se tentamos aprofundir, chegamos a interpretar a fala de mestre Pastinha segunda qual a capoeira não tem golpes desse jeito: não são os golpes, as técnicas, que fazem a luta. São as "regras" -- isto é, as manobras que considera-se certas, leais, num determinado contexto, pelos participantes -- e isso, raro encontramos nas descrições académicas ou literárias atuais da capoeira, e nunca temos encontrado nos textos antigos.

3. Porque a história da capoeira

E' exercicio obrigatório numa apresentação da capoeira escrever um histórico.
Poderiamos por em questão esta obrigação. Em vez de entrar nessa discussão, queremos indagar para que se fazem estas histórias da capoeira. Ao nosso ver, o objetivo de um estudo histórico não é de estabelecer cronologias de anedotas, embora estas sejam instrumentais para a pesquisa, mas de restituir o contexto de um fato, inclusive os conceitos e motivos dos atores que participaram-no, de tal modo que não toma-se acaso por verdade universal.

Faz parte deste contexto a sequência de eventos que o antecipou e construiu os pensamentos dos participantes, como fazem parte as opiniões coletivas que os cercaram. Trabalhos deste cunho raro se encontram.

Pol


[1] Balas de estalo, crónica em prosa. volta


CRONOLOGIA DE DOCUMENTOS HISTÓRICOS


Lucia Palmares & Pol Briand
3, rue de la Palestine 75019 Paris
Tel. : (33) 1 4239 6436
Email : polbrian@wanadoo.fr

Associação de Capoeira Palmares de Paris - Página em português

Association de Capoeira Palmares de Paris